The browser should render some flash content, not this. Go to Adobe Page and Download Adobe Flash Player Plugin.
2008 - 4º Campeonato Nacional de Spellfire

2008 - 4º Campeonato Nacional de Spellfire

ImprimirE-mail

é com grande prazer que postamos as fotos e vídeos do 4º Campeonato Nacional de Spellfire, acesse agora mesmo e descubra quais foram os melhores jogadores.

fotos
http://lucal.multiply.com/photos/album/96/campeonato_nacional

Vídeos

Matéria TV local sobre o evento
http://www.youtube.com/watch?v=y3z5viwpVU4

video do campeão rasgando carta Espionage
http://www.youtube.com/watch?v=p09pEc6AIjM

Tournament Report Campeão Nacional 2008
Everton Borella - SP

Caros amigos da família Spellfire, é com muito orgulho e satisfação que venho aqui relatar um pouco da minha jornada até o tão esperado título de campeão no 4ª Nacional de Spellfire que aconteceu na cidade de Vitória-ES, antes de começar gostaria de enaltecer a grande contribuição da liga BSW para o “renascer” desse que sem dúvidas é o melhor card game já criado no mundo, liga essa que tive o prazer de poder iniciar juntamente com o Luiz, Gelson, o Gustavo e o Daniel e outros novos jogadores vem se empenhando muito para que essa família sempre continue unida e feliz, PARABÉNS pelo evento, na minha opinião foi o melhor evento de Spellfire que eu participei até hoje, e isso não tem nada a ver com o fato de ter sido campeão, bom, vamos lá:

1ª Fase – Classificatória = Grupo formado por Everton – Gustavo – Andre e Felipe

Nessa fase enfrentei todos no grupo iniciando pelo Gustavo, comecei o jogo com ótimas cartas na mão, consegui em 3 rodadas aplicar um The Fates + Sure Things que praticamente decretou minha primeira vitória, no segundo jogo mesmo com ele saindo, consegui sacar algumas cartas extras e baixar meus campeões em jogo, o que me permitiu atacar várias vezes e com isso garanti minha segunda vitória, o que fechou essa melhor de 3.

Segundo confronto, enfrentei o Andre, muito bom jogador, apesar de estar iniciando sua vida no Spellfire, montou um deck sem chases porém muito bem aplicado, ele saiu na frente com um combo de uma fortaleza que envia a cada descarte de um campeão dele um meu para o abismo, quebrando minha defesa e ganhou a 1ª partida com certa facilidade. Na segunda partida tive um certa vantagem pois iniciei o jogo e consegui aplicar alguns combos, garantindo minha vitória nesse jogo. No terceiro e decisivo jogo, ele novamente conseguiu aplicar seus combos e baixou mais reinos na mesa, quebrando minha defesa, com isso não consegui suportar os ataques todo turno, e perdi esse jogo, realmente fiquei surpreso, mais não me abati e continuei a luta, o Andre mereceu a vitória sem dúvidas apesar de eu quase não ter conseguido jogar nessa terceira batalha.

No ultimo jogo dessa 1ª fase, enfrentei o bom e velho amigo Felipe, iniciei a 1ª partida conseguindo baixar reinos de saque aliado a uma Boa Sorte, o que me permitiu colocar meus campeões em jogo, facilitando minha vitória. No segundo jogo apesar de ele ter iniciado, consegui jogar 2 turnos extras com a Caravana + Ancient, e por fim consegui aplicar mais uma vez o temido combo THE FATES + SURE THINGS, com isso ele ficou sem defesa e não conseguiu impedir minha segunda vitória fechando essa primeira fase em 1º lugar, pois os outros jogadores tiveram alguns empates.

2ª Fase – Eliminatória = Everton X Gelson (affff......)
Essa fase sem dúvidas foi a mais sinistra pra mim, pois não planejava pegar o Gelson logo de cara no início dessa fase, porém, como o destino é incerto, novamente eu estaria enfrentando um dos maiores ganhadores nos últimos torneios, um verdadeiro guerreiro que mesmo com vários fatos desagradáveis que aconteceu com ele, voltou a jogar e trouxe muita força para a liga. Bom, na verdade eu estava muito tenso, pois sabia que o Gelson além de ótimo jogador tinha um deck muito forte e além disso, nos últimos confrontos, eu tinha perdido pra ele 2x0, o que aumentava minha tensão. Mais não tinha como evitar, era agora ou nunca, ele iniciou o jogo, infelizmente seu deck tinham várias cartas que o meu também tinha e fui muito prejudicado pela regra dos cosmos, ele foi saindo na frente, comprando cartas e eu demorei 3 rodadas para conseguir colocar um reino no jogo, logo não pude fazer nada para destruir seu reinado e ele ganhou com folga a 1ª partida. Nossa, agora era TUDO OU NADA, 2º jogo, eu sabia que tinha que ganhar para não depender dos outros, me concentrei e joguei tudo que aprendi até hoje, consegui sacar várias cartas extras, apliquei alguns combos e um cataclisma no início, e finalmente consegui vencer essa partida. Agora era a hora da verdade, 3º e decisivo jogo, porém, o tempo tinha se esgotado e tínhamos que ir para o desempate, tiramos novamente a carta maior para ver quem iria iniciar o jogo, com um pouco de sorte, consegui sair na frente, baixei meus reinos, comprei cartas extras e baixei meus campeões em jogo, jogamos 4 turnos cada um e consegui manter minha vantagem fechando a partida com 4 reinos a 2, UFFFAAAA, até que enfim consegui vencê-lo....

3ª Fase – Eliminatória – Everton X Flávio
Iniciei esse jogo muito tranqüilo e confiante depois da suada vitória contra o Gelson, porém, o Flávio tinha um bom deck e jogava muito rápido, cometi muitos erros jogando contra ele, acho que perdi mais de 4 cartas jogadas sem efeitos, rsrsrs, com isso ele conseguiu fechar o primeiro jogo com vitória me atacando bastante, não tive como me defender pois não consegui baixar meus campeões. Segundo jogo, iniciei a partida com vantagem, consegui sacar algumas cartas extras e enfim consegui colocar meus campeões em jogo, com isso mantive a vantagem e fechei a partida em pouco tempo. No terceiro jogo, novamente tirei a chance de iniciar a partida, trazendo vantagens pra mim, consegui aplicar vários Estate Transference e Psionic Desitegrate, reembaralhados com o Guerreiros Sagrados, mais foi incrível como ele conseguiu colocar acho que 3 vezes o Templo que eu insistia em descartar, eheheh, mais no final consegui impor meu jogo e venci mais essa batalha.

4º Fase – Eliminatória – Everton X Lucal (o mais clássico jogo de Spellfire do Brasil)
Bom, esse jogo também era muito esperado por mim, enfrentar primeiro um grande amigo e um ótimo jogador, também nas 2 vezes anteriores que nos enfrentamos na final do torneio de 2006 e nas semifinais de 2007 eu tinha perdido pra ele assim como pro Gelson, eles eram a “pedra” no meu sapato, ehehe, eu tinha certa vantagem pois tinha passado as ultimas fases sem perder nenhum jogo e estava muito tranqüilo. Bom, iniciei a partida conseguindo sacar várias cartas, baixei logo meus campeões em jogo + o Ring of All Seeing, eu podia olhar sua mão todo turno e descartar suas melhores cartas, o que me permitiu ganhar a 1ª partida. Acho que a partir daqui, minha sorte começou a fluir, eu disse pro Lucal que quando fosse jogar ae em Vitória, o Espírito Santo também estaria comigo, ehehe, ele iniciou a partida, porém consegui buscar o placar, baixe logo a Caverna e a Winners, bloqueando praticamente qualquer ataca de magias, o que me protegeu muito, consegui aplicar também um Espionage logo no início da partida, o que me garantiu muita vantagem e finalmente também consegui fechar essa fase com 2x0 vencendo finalmente meu maior rival de jogo.

5ª Fase – Eliminatória – Everton X Pedro
Devido eu estar invicto nas ultimas fases, mesmo que eu perdesse esse jogo, eu estaria na grande e sonhada final, com isso, entrei muito tranqüilo pra jogar, mais o jogo foi muito duro, o Pedro consegui sair na frente, baixando vários reinos e campeões utilizando um combo de escolher o defensor, isso quebrou minha defesa e fui muito atacado todo turno. Ele estava quase para ganhar o jogo quando começou a sair algumas de minhas cartas, consegui descartar alguns reinos e alguns campeões, equilibrando um pouco a partida, porém, o Pedro continuou me atacando e manteve sua vantagem nesse jogo que foi o mais demorado de todos, somente esse 1º jogo utilizou todo o tempo de 1 hora que tínhamos. Então, como eu já estaria classificado e para agilizar o processo, pois o torneio tinha atrasado devido ao Campeonato de Duplas, decidimos que ele foi o vencedor dessa partida.

6ª Fase - FINAL = Everton X Lucal???? De novo??? Rsrsrsrs (não disse que era o maior clássico)
Bom, como mencionei pra vocês, esse duelo já tem muita história, novamente iríamos nos enfrentar, 2 vezes no mesmo torneio e agora valendo o TÍTULO DE CAMPEÃO, irado....
Bom, o Luiz conseguiu tirar a maior carta, iniciando a partida, baixou logo o Necba no primeiro turno, porém eu estava com boas cartas na mão, consegui sacar algumas cartas extras, baixei meus campeões junto com a Wand of Orcus, enviei o Necba pro Abismo e comecei a atacar todo turno, ganhando vários espólios o que me permitiu ficar em vantagem fechando a primeira partida da final. No segundo jogo, iniciei a partida novamente com boas cartas, consegui baixar vários campeões e também apliquei uma Espionage, o que me rendeu uma ótima vantagem, e para garantir a vitória consegui aplicar um THE FATES + SURE THINGS, o que realmente quebrou a defesa dele fazendo com que eu sacasse 9 cartas, com isso, fechei a partida com 6x1 (reinos) e com praticamente todos meus campeões em jogo, e fim de partida, depois de muitas horas de ótimos jogos de alto nível, foi coroado o campeão nacional de 2008, que orgulho em?

RESULTADO 4º CAMP NACIONAL 23 E 24/08/2008

Colocação

Pontos

Nome

Cidade

50+2+7

Everton Borella

São Carlos–SP

35+2+7

Lucal

Vitória-ES

25+2

Pedro Birro

Vitória-ES

20+2

Flávio Machado

Vitória-ES

15+2+7

Gelson Lozer

Vitória-ES

12+3

Vitor Abreu

Vitória-ES

10+3+7

Guilherme Reis

Indaiatuba-SP

8+2

André Luiz Negrão

Vitória-ES

5+2

Gustavo Costa

Vitória-ES

10º

5+1

Patrick Leonardi

Vitória-ES

11º

5+1

Saulo Oliveira

São Paulo-SP

12º

5+1

Lúcio Branger

Florianópolis-SC

13º

5+1

Felipe Fiuza

Vitória-ES

14º

5+1

Felipe Maia

Rio de Janeiro-RJ

15º

5

Luiz Pereira Filho

Novo Hamburgo-RS

16º

5

Carlos Rodrigues Junior

Nova Friburgo-RJ

* Pontos na seguinte ordem: Colocação + Vitórias 1ª Fase + pontos de juiz